Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons by-sa 3.0. Rua_Juventude Anticapitalista, exceto quando proveniente de outras fontes ou onde especificado o contrário. 

No dia 23, vamos às ruas em repúdio ao pacote de ajustes do Governo

22.9.2015

No início do mês, a presidente Dilma Rousseff anunciou que já havia “cortado tudo que poderia cortar” de investimento social. Não era pra menos, após já ter efetuado um corte de 70 bilhões de reais em maio deste ano, que afetou a educação, a saúde, os transportes e os direitos sociais em geral.

 

Só que “alegria de pobre dura pouco”, como lembra o ditado. O Governo Federal anunciou na segunda-feira (14) um novo pacote de ajustes (ou podemos chamar de “pacote de maldades”) com previsão de cortes de mais R$ 26 bilhões nas áreas sociais e aumento de impostos, com a proposta de retorno da CPMF.

 

Dilma merece o prêmio “tesoura de ouro”, pois junto com o Ministro Levy (que organiza as contas da União para favorecer os banqueiros), não tem receio de retirar direitos com uma canetada.

 

Na prática, os novos cortes são parte de uma saída desesperada para favorecer empresários, banqueiros e latifundiários e, assim, manter a sua governabilidade junto aos de cima. O que Dilma parece não saber é que os banqueiros são insaciáveis na sua busca por lucro, afinal já estão lucrando em média 30% a mais do que o mesmo que lucraram no início de 2014.

 

A crise não chegou para banqueiros e empresários. Ao contrário: Dilma e o Congresso Nacional de Cunha/PMDB estão dispostos a qualquer negócio contra o povo para favorecê-los (cortes e retirada de direitos, arrocho salarial, aumento dos juros e das tarifas, aumento de impostos, volta da CPMF e por aí vai).

 

Enquanto isso, o povo sofre com o desemprego e falta dinheiro para fazer o supermercado no final do mês. A juventude é parte do setor mais afetado por estes ajustes e se Dilma seguir com a política dos de cima contra os de baixo, o nosso futuro tende a ser pior do que o do nossos pais, com menores salários, menos tempo de aposentadoria, menos educação, saúde e direitos.

 

Por isso, o Movimento RUA – Juventude Anticapitalista repudia veementemente os ajustes de Dilma, Levy e Renan Calheiros e o novo pacote de cortes e aumento de impostos! Vamos nos somar ao MTST – Movimento dos Trabalhadores Sem Teto - e aos Servidores Públicos Federais nas ruas neste 23 de setembro, em luta!

 

Nossos sonhos não cabem nesses ajustes! Só serão conquistados por meio de nossa luta!

 

 

Tags:

Please reload

Please reload