Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons by-sa 3.0. Rua_Juventude Anticapitalista, exceto quando proveniente de outras fontes ou onde especificado o contrário. 

E vamos de novo, contra esse governo! O Paraná em greve novamente contra os ataques de Richa!

27.4.2015

 

No início do ano vimos o estado do Paraná passar por uma das maiores greves gerais ao longo de sua história. O motivo foram os ataques provocados pelo Governo Tucano de Beto Richa às contas públicas: cortes, ajustes e o pacotaço das maldades.

Mas uma mobilização histórica dos/as professores da rede estadual de educação e de diversas categorias do funcionalismo público pararam Curitiba em atos com mais de 50 mil pessoas, ocupou a ALEP e derrubou o tratoraço!

 

Agora, Beto Richa tenta saquear a Previdência Social diante de uma crise e furo nas contas públicas do PR, uma vez que, mesmo o Paraná tendo sido um dos estados que mais arrecadou no último ano, está com os cofres no vermelho, sem repasse de verbas, servidores/as com salários e benefícios atrasados, obras paralisadas, cortes nos orçamentos. Um grande mistério ronda as contas do Governo do estado do PR. Richa quer acobertar o calote que deu nas contas do PR retirando do fundo da Previdência Social dos/as servidores/as públicos.

 

Mas os servidores/as, professores/as e a juventude paranaense já estão se mobilizando contra os ataques do Governador Tucano. Neste domingo (26/04), em assembleia realizada em Londrina, professores/as da rede estadual deflagraram greve a partir desta segunda-feira (27/04). Também na semana passada, sindicatos dos/as docentes das Universidades Estaduais, deliberaram por ampla maioria a retomada da greve. Nos próximos dias, outras categorias, como agentes penitenciários. Servidores/as da Saúde e do Judiciário também devem entrar paralisar suas atividades.

 

A resposta do Governo Beto Richa tem sido as mesas: repressão e “segurança” policial para a garantia da aprovação do saqueamento da Previdência Social para garantia de seus interesses. Richa colocou mais de 1000 policiais neste domingo para cercar o Centro Cívico, região onde fica localizada a ALEP -  Assembleia Legislativa Paranaense. Tentativa desesperada sob o medo e a ameaça da mobilização e luta popular do povo paranaense contra suas arbitrariedades.

 

Nesta semana, vamos repetir o fevereiro da Greve Geral do Paraná com fortes mobilizações, lutas e resistências nas ruas para trazer as vitórias e nenhum retrocesso nos direitos para os/as trabalhadores/as e para a juventude paranaense.

 

 

Please reload

Please reload